sábado, 16 de outubro de 2010

a hora "sesta"

Crédito imagem: JN on-line

Decorre em Espanha o I Campeonato Nacional de Sesta. Uma grande iniciativa, que não nos deve fazer exibir um longo bocejo! Por supuesto!

E que tal aproveitar o fim-de-semana para tentar "ir às finais"? E a semana para "dar na cabeça" aos infantários e jardins-de-infância que proibem que se durma a sesta depois dos 3 anos?

4 comentários:

Virginia disse...

Sempre fui apologista das sestas - até gozadas pela família !! - e desde há muito que os meus filhos dormem sestas, mesmo em adultos.
Na casa do meu filho ao fim de semana, os miudos dormem umas duas horas, a não ser que tenham algum convite pata festas. No colegio deles podem dormir até aos 4 anos, mas nem todos querem e eles facilitam. Levantam-se pelas 6, muitos deles.

Quem se levanta pelas 7, tem de fazer uma pausa a meio do dia e isso para mim representou sempre uma mais valia pois à tarde trabalhava muito melhor.

lembras-te do nosso Pai que fechava os olhos durante 15m antes de ir para o consultóri?. Era uma sesta curta, mas valia a pena....

Vivam as sestas....ou como eu faço, o levantar depois das 11!!!

Catarina disse...

Ainda estou a digerir esta proibição...Não entendo! Este país toma medidas fantásticas. Por falta de espaço? Por falta de pessoal? E o descando dos nossos pequeninos? Até dão menos trabalho!! A minha a caminho dos 5, ainda dorme, e o que lhe faz bem, senão lá vem birra de final do dia. Ao fds, sempre que posso, tb alinho!

Paulo M disse...

Adoro uma boa sesta, mas tenho um problema, quando o faço já não me apetece largar a cama o resto da tarde. Mas que me faz bem, faz.

rita_Cattita disse...

Boa noite Dr. Daniel Sampaio

É com muita admiração pelo seu trabalho e pela sua pessoa que lhe envio este mail. Sou educadora de infância e trabalho num infantário que, neste ano lectivo adoptou uma rotina diária para as crianças de 3/4 anos em que não contempla a sesta (havendo crianças que chegam ao infantário à 7:30 da manhã e saiem às 19 horas. Daquilo que tenho conhecimento em relação ao sono e à sua importância acho muito violento e contrapoducente, esta situação pelo que lhe peço encarecidamente que me tente ajudar a alterar esta rotina. Assim, agradecia que me indicasse algum estudo que já tenha sido
feito em que refira como pode ser prejudicial não haver sesta em crianças tão pequenas.
Agradeço a disponibilidade e atenção
Cumprimentos Rita Simões