quarta-feira, 23 de abril de 2008

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor


O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor (esta segunda parte é, geralmente, esquecida) começou a ser celebrado no dia 7 de Outubro de 1926, na Catalunha, em comemoração ao nascimento de Miguel de Cervantes. A partir de 1930, a data da celebração foi trocada para o dia 23 de Abril, dia de São Jorge, (supostamente também o dia da morte de Cervantes e de William Shakespeare, o que parece não ser totalmente exacto), tendo em vista que o tempo, na Primavera, seria mais favorável às acções de rua. A UNESCO adoptou o Dia, juntando-lhe também os Direitos de Autor.

Só uma palavra: Vivam os Livros, Vivam os Autores. E uma palavra para Gutenberg, que inventou a maneira de os imprimir e, assim, os universalizar.

Pessoalmente acredito que a maioria das pessoas tem muitos livros por escrever, dentro da cabeça, e que só é preciso encontrar vontade, tempo e dedicação para encontrar a chave, deixar fluir as ideias e arrumá-las com rigor e com prazer, dando-lhes corpo - o Livro.


Na Catalunha, no dia 23 de Abril, os homens oferecem à mulher uma rosa e elas, a eles, um livro.

2 comentários:

Milene disse...

Parabens a todos os autores que ao escreverem e publicarem os seus livros nos dão o direito e o prazer de os ler...!
E à semelhança do que se passa na Catalunha ( cuja tradição desconhecia), e em troca das flores que desejamos sempre receber, ofereçamos muitos e bons livros para que se divulgue mais e mais a leitura.

JB disse...

Comprei hoje dois livros para os meus netos. A sua sofreguidão para que eu lhes lesse a história da bela e do monstro, deixou-me boquiaberta.

Por favor, pais jovens, dêem mais leitura e música clássica ás crianças e tirem-lhes as horas infindas de TV.

Não sou radical, mas com o tempo, cheguei à conclusão de que a TV rouba um bem precioso aos nosso filhos e netos: a imaginação, a criatividade cerebral, o poder da mente e a maravilhosa capacidade de criar as nossas próprias imagens do real.

Virgínia ( JB é o meu filho)