quinta-feira, 29 de julho de 2010

longe, longe...

As férias foram boas, e recheadas de momentos de tranquilidade e paz, tão bem ilustrados por estas fotografias às quais só falta falar... ou talvez se expressem melhor pelo silêncio.

Longe das querelas político-partidárias e das questiúnculas da crise e das SCUTs, Fico a pensar que se perde muito tempo com coisas ridículas, de quem não tem realmente mais nada para fazer.

4 comentários:

Dulce AC disse...

as fotos estão maravilhosas
elucidativas dos bons dias passados

e que bom que é podermos sair dos nossos dias mais agitados
para estes que nos abraçam numa tão sentida quietude
e quiça nos trazem de volta a paz
que por vezes sentimos vai embora...

um olá num abraço de bom dia..!

dulce ac (e catarina)

Filipe Snr disse...

.
Ao longe, ao luar

Ao longe, ao luar,
No rio uma vela,
Serena a passar,
Que é que me revela ?
Não sei, mas meu ser
Tornou-se-me estranho,
E eu sonho sem ver
Os sonhos que tenho.

Que angústia me enlaça ?
Que amor não se explica ?
É a vela que passa
Na noite que fica.

Fernando Pessoa

Virginia disse...

Lindas, vê-se que tiveste férias bucólicas, onde a Natureza tem a primazia. Estar com os filhos é condição sine qua non para a felicidade. E são momentos que não voltam mais, Mãrio. Ainda hoje escrevi sobre férias no meu blogue...que saudades tenho daquela mata de sintra onde passámos o verão de 59, eras tu um pimpolho!
A praia é boa, mas cansa...o campo revitaliza-nos...dentro de seis dias estarei em Inglaterra a comprovar isto que disse!!

bjo e bom trabalho...

Susete disse...

Ai o campo de Inglaterra...
Estivemos lá há uma semana e já tenho saudades. Ficamos numa "Bed and Breakfest” perto de Bristol. O campo está verde. Um tom de verde lindo muito inglês.
Só se via cavalos, vacas, esquilos, pássaros… uma maravilha para a alma :)
Boa viagem e Boas férias para todos.