segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Mário Bettencourt Resendes

Ficam mais pobres a cultura, a política e o jornalismo, mas também o rigor, a calma, a intervenção séria e desapaixonada, apesar de firme.

Não me esquecerei das suas palavras e dos momentos de conversa simpática quando da apresentação do livro "Ilhas Atlânticas", na Casa dos Açores.

13 comentários:

Susete disse...

Duas perdas num espaço de dias. O nosso pais está mais probre.

Paz às suas almas.

Susete

miguel disse...

Subscrevo... também um orador brilhante. Pareceu-me sempre algo alinhado com as posições do PS, mas sempre com o cuidado da tal seriedade e do distanciamento que referes.

As análises dele vão fazer falta na TV, pelo menos.

Catarina disse...

Era sem dúvida UM GRANDE PROFISSIONAL. O meu comentador preferido.
Fui apanhada de surpresa e desconhecia por completo que lutava há 15 anos contra o cancro.
A nossa sociedade ficou mais pobre :-(
RIP!
CatarinaVG

Virginia disse...

Não sabia que tinha falecido....soube-o agora. Não simpatizava especialmente com o senhor, mas achava que se expressava muito bem. Era sempre pro regime e isso aborrecia-me um pouco. De qualquer modo, há pessoas que nos fazem falta.

Filipe Snr disse...

Mais uma perda de tomo...

Nutria por Ele uma grande admiração e, sem dúvida, o jornalismo fica bastante mais pobre.

Ana Santos disse...

E eu tive o privilégio de ter sido sua aluna. Um professor fantástico e uma pessoa excepcional.

Pedro Cordeiro disse...

É verdade. Já hoje lhe prestei homenagem na revista de imprensa da SIC. Quis a sorte que o primeiro jornal a comentar fosse o 'seu' DN.

Mário disse...

Pediu para serem colocadas sobre o caixão três bandeiras: a dos Açores, a do Benfica e a do DN. Três paixões. Dizia que só morreria depois do clube ser campeão. Relembrava os Açores na pessoa que era. Esteve no DN, em várias funções, com entrega, rigor e humildade.

Quanto mais leio sobre ele, mais creio que deve ser um modelo de comportamento ético.

miguel disse...

O 1º paragráfago deste post teve , hoje, dia 3 de Agosto, honras de transcrição numa rúbrica do " Público" que faz isso mesmo ...transcrever a actualidade bloguística a propósito do assunto do dia.

Mário disse...

A sério, Miguel? Comprei o DN por causa do MBR e da entrevista do Procurador-Geral. Manda um scan. Abraços

Mário disse...

A sério, Miguel? Comprei o DN por causa do MBR e da entrevista do Procurador-Geral. Manda um scan. Abraços

miguel disse...

Não dá para fazer scan, porque não saiu na edição online. Só comprando a edição impressa.

miguel disse...

Espera..."scanear" não é download ,logo, pode-se fazer. Vou à procura do jornal e envio-te.