quinta-feira, 25 de junho de 2009

Boavista - hip, hip, hurra!

Acabou hoje a actividade deste Clube nos campeonatos nacionais. Em 2001 foi Campeão Nacional. Foi também "viveiro" de jogadores formidáveis e esteve sempre na crista da onda nas Taças europeias.

Cristiano Ronaldo: se és homem (se calhar, não és, como disse hoje a inefável Paris Hilton), dá um dia do teu salário para salvar este Clube. Não vais dar, claro, pois se umas escassas horas do teu ordenado evitava que os jogadores do Estrela da Amadora tivessem naquele calvário e sempre te marimbaste!. Quanto mais vejo o Cristiano mais gosto do Figo e do Rui Costa.

3 comentários:

Ana Paula Branco disse...

Acha que o "menino" tem tempo para se preocupar com os colegas de profissão que não recebem ordenados e estão a viver com as famílias à custa da boa vontade de alguns colegas que não ganham fortunas?
Oh Dr.o Pai Natal e o Coelhinho da Páscoa não existem!!!
Um Patrão que tive costumava dizer que um produto que precisa de muita publicidade é porque não é lá muito bom, porque o que é mesmo bom, publicita-se a ele mesmo.
Lá diz o ditado: "Muita parra, pouca uva".
Provavelmente já estou a ficar fora do prazo de "validade", mas continuo a achar que um Homem de verdade não se gaba do que faz ou deixa de fazer. Os "gabarolas" normalmente falam muito e não fazem nada...

Anónimo disse...

Era mesmo o que se estava à espera ...que o Boavista fosse por água abaixo, graças aos Loureiros e Co.
Mais vale assim....não há nada a remendar.

Esqueceste-te do Vítor Baía que é duma generosidade excepcional, com fundações aqui no norte e apoio aos hospitais e sem fazer qualquer especie de alarde. Além do mais é o mais bonito deles todos :)))

Virgínia

Mário disse...

Tem toda a razão, Ana Paula, desse "menino" só é de esperar um fim breve e trágico, pelo andar da carruagem.
Virgínia: tem também razão. O Vítor Baía, talvez o melhor guarda-redes de sempre, rpeterido de forma infame pelo Scolari, é de grande generosidade e verticalidade. E há mais, felizmente, como o Domingos Paciência e muitos outros. Até o "Bicho" Jorge Costa.