domingo, 11 de outubro de 2009

parabéns, Presidente!

Parabéns! Lisboa vai ganhar muito. A derrrota de Santana, a derrota do BE e a vitória de António Costa e de Helena Roseta, tendo como adversários a coligação total à direita e ainda dois partidos à esquerda, é uma vitória pessoal do actual candidato, pela sua postura e pela capacidade de fazer entendimentos.

Lisboa tem razões para sorrir. E, queiram ou não, é a capital, é a maior cidade universitária do país, é a cidade mais bonita de Portugal (minha opinião e que a só a mim compromete, mas que deixo bem clara aqui), é uma capital cultural com cada vez melhores ofertas a todos os níveis, uma cidade cosmopolita, e uma cidade onde a qualidade de vida dos seus habitantes tem melhorado. Mesmo que os "velhos do Restelo" continuem a lamuriar-se e os invejosos a "morder nas canelas".

Enfim. Fico contente por estar do lado que considero certo da História mas, atenção, respeito todas as pessoas que possam ter opiniões contrárias - é isso a democracia!

Apostila 1
. acabo de ver Rui Rio. Esmagou, mesmo que se considere que não foi apenas o PSD quem esteve lá, mas toda a direita. Parabéns pela sua grande vitória. No entanto, para quem conseguiu tantos votos, o discurso de vitória foi vago, pobre e revanchista, e dizer que nunca se fez campanha como esta desde o tempo de Sá Carneiro, parece querer significar que, em 30 anos, o PSD não conseguiu produzir mais nada de relevante a não ser ele, Rio... será mesmo isto que o eventualmente futuro candidato à sucessão de Ferreira Leite quis dizer? É que, agora, vai ter de se esgrimir com Marcelo, Pedro Passos Coelho, Santana Lopes, Luís Filipe Menezes e ainda outros barões do PSD. Vai ser curioso e interessante, quase como a disputa Durão-Nogueira... vai, vai... sobretudo para quem, agora, vê "de bancada".

Apostila 2. Porque é que o PSD dá como "suas" as autarquias ganhas em aliança com o PP, e o PP não faz isso? É que essa leitura rápida dos resultados é algo ligeira... os resultados do PS são muito bons, sobretudo tendo em conta que concorreu sozinho em todo o lado. O BE perde, e talvez caia em si, depois da euforia dos resultados anteriores. Era fatal que o Bloco, depois de aumentar sendo oposição demagógica, caísse das nuvens quando começou a ser "partido institucional". O PCP perdeu em toda a linha. Beja, "ex-libris" comunista, passou para o PS. E o PCP perdeu, mesmo que, inclusivamente, Santana Lopes diga que a CDU ganhou - patético e ridículo! Jerónimo, Ruben, atenção: per-de-ram. Repitam, per-de-ram. Quando é que, algum dia, o admitem? Não concorreu Ruben de Carvalho a presidente da CML? Ganhou? Não! Então per-deu!

Apostila 3. Esta de comparar o número total de câmaras ganhas, pondo lado a lado Mogofores ou o Corvo, e Lisboa ou Sintra (os dois concelhos mais populosos do país), dá vontade de rir...

Apostila 4. Acabaram as eleições até à campanha para o sucessor de Cavaco. Uff!

9 comentários:

Virginia disse...

Que euforia!
Não devias estar à espera de grande coisa para ficares assim! Ou é dos copos e dos festejos?

É uma tristeza ver os discursos dos autarcas do PSD ridicularizados e deturpados por ti, as análises feitas ao avesso, ilações completamente insultuosas para quem ganhou estas eleições no total - O PSD. É quem tem mais implantação no país, tenha mais votos ou menos votos e o resto - Felgueiras incl. - é balelas.

E a festinha toda preparada, o Sócrates a vir dar o beijinho ao Costa, como se tivessem ganho tudo, como se o PSD não tivesse a maioria das câmaras e estas câmaras não fossem importantes _ Porto, Gaia, Cascais, Sintra, Coimbra, Santarém, Viseu,Faro, Bragança, sei lá....

Só Lisboa conta ...e ganhar por dois mandatos - 8000 votos - é uma estrondosa vitória? Viu-se que até à última estiveram a ....nas calças e só depois se aliviaram quando souberam que tinham tido maioria.
Oxalá Santana continue como vereador. E os mace a sério. O Costa foui perverso e desprezível com o seu comentário. Se não fosse a ajuda da minha amiga Lenicha, nunca teria conseguido vencer e era uma estrondosa derrota. Oxalá ela não se venda completamente ao PS - mas é capaz de tudo para ser protagonista do filme - Lisbon Story.

Vi Tv toda anoite e a minha visão é tão diferente deste relato que aqui leio. Faz dó.

Até a genuina alegria de Rui Rio, que é um portuense de peito aberto embora contido, extravasou felicidade pela cidade toda com todos os seus apoiantes,foi lindo . Até isso tu minimizas.
Orgulhoso foi Menezes, mas esse é maníaco e acha que vai conseguir ser presidente de mais alguma coisa, que não é senão miragem. Como o Passos Coelho nulidade enfatuada igual ao Sócrates.

O PSD vai se recompor porque há lá gente muito boa. Esperem mais uns meses e vão ver. Até talvez nem tanto. E não vai ser nenhum desses que tu citas.

Desgostas-me quando ganhas assim...

Virginia disse...

Só um pormenor. A Universidade do Porto é a mais populosa do país! E neste momento está com um prestígio extraordinário vs Lisboa.

Anónimo disse...

Parabéns ao PSD porque ga-nhou estas autárquicas! Teve o maior número de câmaras, mesmo em coligação, e reclama-as suas pois os candidatos são do PSD e não do PP. Tão simples quanto isto.
Em Beja o PS também só lá chegou com o apoio do PSD local... para não falar doutros locais.
E parabéns também a todos os autarcas que ganharam em cada local! é isto a verdadeira democracia.

Catarina

Mário disse...

Virginia
1.Não bebo, pelo que não será dos copos. "Festejei" com os meus filhos em casa, dado que são demasiado pequenos para andar na rua, com aulas no dia seguinte.
2. Há autarcas excelentes em todos os partidos. Não ridicularizei ninguém, apenas tenho a minha opinião.
3. Quanto a vitórias, depende de como se analisa. Pessoalmente, acho que a vitória se deve medir pelo número de pessoas que vão ficar sob a "alçada" do aprtido A ou B. Não creio, sinceramente, que ganhar Lisboa ou o Porto seja o mesmo que ganhar o Corvo ou a Lourinhã - sejamos sinceros, ou então diríamos que ser presidente dos EUA ou chanceler da Alemanha é igual ser rei do Tuvalu.
4. Há que saber perder, e o PSD ganhou muitas câmaras. Se eu vivesse em Cascais votava PSD. Ou em Óbidos.
5. Curiosamente, apesar de me apelidares de sectário e outras coisas, constatei que não votava no PS para a CML desde... 1997! Há doze anos. E nesse entretem votei no BE e no PP - engraçado, não é? - e antes tinha já votado em Ribeiro Telles e outros, para quem afinal é chamado de "faccioso".
6. Lisboa é a minha cidade, é uma cidade excepcional, e durante muito tempo viveu com o complexo de ter de aguentar com os complexos das outras cidades.
É a capital, e não pode estar sempre a ser atacada porque é a capital. Ainda bem que todo o País se está a desenvolver, mas existe um tabu: se eu disser que o Porto é chuvoso e cinzento cai o Carmo e a Trindade. Se algum portuense disser que Lisboa é suja ou outra coisa qualquer, é politicamente correcto. Gosto da minha cidade, e não viveria noutra, designadamente do norte do país. Talvez nas Caldas da Rainha ou eventualmente em Évora. Nada mais - não é um direito que tenho?
7. o Rio esmagou, como escrevi. Mas acho que o discurso dele teve momentos de revanchismo. É a minha opinião, e tenho direito a ela. Você não achou, tem o total direito a isso, e não vou emitir juízos de valor sobre o assunto.

Quanto a ganhadores, há vários parâmetros:
- total de votos
- total de câmaras /freguesias
- total de mandatos
- total de pessoas "influenciadas" pelas respectivas presidências de câmara.
O PS ganhou os pontos 1,3 e 4. O PSD ganhou o 3.
Curiosamente, o PS foi o único partido que aumentou as Câmaras e o PS e a CDU perderam algumas. Você, que dizia que o Sócrates tinha perdido as legislativas só porque tinha perdido deputados, como é que pode considerar que o PSD ganhou quando perdeu câmaras e mandatos? Dois pesos e duas medidas? Como escreveu a Patrícia, no outro dia, porquê tanta obsessão e agressividade?

catuxa disse...

Em Coimbra, festejámos (também em família, pois o meu pai ganhou para a assembleia municipal, passo a imodéstia)orgulhosamente coligados, pois o vereador do PP tem feito um trabalho fantástico e faz parte da equipa (é assim que tem funcionado bem há 8 oito anos e, pelos vistos, foram agora premiados com nova maioria).
Parabéns a todos os que ganharam pelo país fora e não substimemos as várias vitórias renovadas com maioria absoluta (independentemente da reacção, até porque alguns roeram as unhas até ao fim, e acabaram por explodir mais no final...). Conseguir a maioria duas e três vezes seguidas (e, nalguns casos, aumentá-la) é obra! De pessoas e de equipas, mais do que de partidos. As autárquicas têm, em grande medida, esse sabor especial. Felizmente!

P.S. Só espero que o complexado do Filipe Meneses não confunda o papel de um presidente da câmara com o de o presidente de um partido ou o de Primeiro-ministro, e não continue a querer dar lições a macacos de outros galhos (aliás, já devia ter aprendido ele próprio a lição). Foi premiado pelo trabalho que fez na câmara? Óptimo, parabéns, continue! No seu galho!

Mário disse...

Parabéns ao "Professor Porto", meu grande cunhado. Por acaso, a "challenger" dele é minha paciente (a filha dela) - era um combate de altíssimo nível.
Coimbra está bem entregue na Assembleia, sem dúvida. Na Câmara, nfrancamente não sei.

Vou tentar somar as "pessoas a viver sob governos dos vários partidos", para ver quem ganhou as eleições, nessa perspectiva...

Virginia disse...

Se o Rio foi revanchista o que dizer do Costa em relação ao Santana que não lhe fez mal nenhum, nem sequer o amesquinhou na Campanha? No seu discurso foi honesto e felicitou o PS. Não vejo onde está a minha obsessão, o que vejo é do teu lado óculos um pouco toldados pela euforia. É isso que me custa, porque te não acho nada , mas mesmo nada democrático. Sorry! E mais não digo.

PS. Onde é que a Patrícia afirmou que eu era obesessiva e amarga? Manda-me o mail. A minha afilhadinha não costuma dizer-me essas coisas e não me lembro nada disso.
Sou lúcida e detesto que manipulem os factos como ontem à noite fizeram nas várias TVs.

Já li em vários jornais que o facto do aeroporto ir para Alcochete só beneficia o Porto, pois o nosso Sa Carneiro vai ser o único aeroporto que serve metade do país e grande parte da Espanha ocidental. Venha o aeroporto do Ribatejo!! E os lisboetas verão a estupidez que é ter de ir apanhar aviões ....ao Porto!!! :)))

Mário disse...

Não gosto destas picardias e discussões estéreis. O que a Patrícia escreveu está neste Blogue.
Quanto ao resto, e designadamente a esta pseudo-argumentação (aeroporto. etc), não vou dar para esse peditório. Mais: se me dissessem que um aeroporto iria beneficiar a minha cidade e tramar as outras, imediatamente ficava a pensar duas vezes. É que esta de Morcões contra Mouros, Norte contra Sul, Bimbos contra Orelhas ou Porto contra Lisboa já fede - foi chão que deu uvas e é uma postura que reflecte alguns complexos de inferioridade territorial, pouco próprios num país minúsculo como o nosso!

sofia wahnon disse...

Nem mais, dr. Mário, concordo com o que diz no que respeita ao "complexo territorial", é uma expressão certeira. Pessoalmente acho até irritante esta rivalidade paroquial que o "Norte" (que não passa de uma "fabricação", aliás, pois é muitas coisas e não algo de homogéneo...) em relação a Lisboa. É um só país e minúsculo de facto, e é o nosso...