segunda-feira, 15 de março de 2010

Rua da Castela

"Ao fundo da rua, o cruzeiro. Mais abaixo, a igreja e o cemitério. Na varanda da casa, Joaquim observava: Lucinda varria do pátio a água que a chuva tinha deixado ficar. "

Um Blogue a visitar, da autoria de Jorge Reis-Sá.

2 comentários:

Rui disse...

Descobri o Jorge Reis-Sá no "Poema ao Filho" que há tempos aqui foi colocado.
Guardei-o. Encaixou tão bem que não o esqueço. Dos melhores presentes que recebi! – ainda que não fosse para mim.
Obrigado por permitir essa descoberta.

sofia wahnon disse...

Que engraçado... Tal como o Rui: aconteceu o mesmo comigo, descobri o autor pelo poema que aqui li há já uns tempos. Também eu o guardei e até já o citei, porque gostei tanto dele. Vou agora espreitar o blog.
Muito obrigada, Dr. Mário! Esta partilha é fabulosa.