segunda-feira, 24 de novembro de 2008

referendo

Concorda com a Interrupção Voluntária da Democracia, por um período de 6 meses, com a anuência da líder do PSD e realizada num Parlamento ou Governo devidamente credenciado para o efeito?

Se sim, vote "Yeah, Manela!"; se não, vote "Arghhh, PSD".

PS (d): não haverá período de reflexão, mas as reformas serão de borla... nem taxa moderadora, nem nada...

2 comentários:

joaopedrosantos disse...

Isto não se pode limitar a uma "Yeah, Manela!" ou "Arghhh, PSD". Temos de ser compreensivos com esta senhora.

Na verdade, ela já demonstrou não conseguir ou querer ter grande contacto com, como hei-de dizer, o povo que ela deseja que nela vote.
As suas dificuldades de comunicação, que têm dado tanto que falar, seriam minoradas se de comunicar ela não precisasse. Pois que culpa poderemos nós atribuir-lhe por assim pensar? O problema não o seria se de se justificar ela não sentisse urgência, e, em que regime político seria isso realidade? Pois é, esse mesmo. Manuela Ferreira Leite sonha, como outros seres humanos sonham porque, sim, ela é (mesmo) humana. Idealizar o mundo dos seus sonhos, de dizer e não justificar, de decidir e não o comunicar, num governo mudo sem pressão de dialogar, é uma reacção natural, e por divulgá-lo abertamente ela não deveria ser castigada.

Deixem Manuela Ferreira Leite sonhar!

Mário disse...

É o Euromilhões para o Sócrates...

Para mim, não é supresa: ministra medíocre, dirigente fracota... talvez como avó...

E depois aquele mano, coitada, do qual ela não tem culpa...