segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

rescaldos dos telejornais de fim-de-semana

Mas porventura terei ouvido mal - afinal, fui anestesiado há apenas uma semana...

Mário Crespo nega que chamar “palhaço” a Sócrates seja um insulto, pelo contrário, seria para o associar a uma das mais nobres facetas da arte circense – “a própria Maria José Nogueira Pinto fez uso deste elogio, na AR, e agora que os animais ferozes já não fazem parte deste circo...” – acrescentou.

José Sócrates diz nunca ter tido nada contra jornalistas livres, embora também não tenha nada a favor deles...

Crespo fez queixa à Alta Autoridade da Comunicação Social pelo facto de o Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica ter previsto “mar encrespado” para os próximos dias: “uma forma capciosa de me associar ao mau tempo que estamos a viver” – disse.

Bárbara Guimarães declarou que, da próxima vez, prefere ir ao Tour d´Argent, em Paris, com o Manel Maria e o pequeno Diniz, em vez destes almoços “sem graça” com Nuno Santos, no Tivoli.

A velhinha surda e mouca que relatou o "caso-Tivoli" a Mário Crespo era, afinal, o fantasma de Beatriz Costa.

O que Sócrates queria era resolver os problemas "do" Mário Crespo, e não "o problema Mário Crespo", até porque esta frase, assim, nem faz qualquer sentido, mesmo segundo o novo Acordo ortográfico.
Mário McCrispy – o novo hamburger da MacDonalds: hot and chilly, with a taste of madness.

Nuno Santos pediu a Balsemão para mudar para a SIC Radical: “é mais tranquilo e eu estou a precisar mesmo de algum marasmo…

Mário Crespo nega ter usado o pseudónimo de Mário Crêspulo para escrever a obra “O crepúsculo dos que se julgam deuses” como forma subtil de ataque ao PM.

Alberto João Jardim solidário com o PM: “eu também disse que o Sr. Silva era um tonto, e é apenas uma forma carinhosa de tratar as pessoas, como os pais dizem aos filhos: ´meu gordo´, ´meu tontinho´...".

Manuela Moura Guedes jura a sua inocência, pelo facto de ser tão bonita por dentro como por fora.

José Eduardo Moniz garante que, lá em casa, só se fala de um José, mas é dele: "não admito mais Josés na minha cama, o que é que pensam que sou?"…

Manuela Moura Guedes desfez a ideia que os seus singles dos anos 70/80: "Conversa Fiada" e "Sonho Mau", tivessem alguma relação com o Jornal Nacional de Sexta ou com pesadelos de primeiros-ministros. O mesmo em relação ao seu album: "Alibi" (que vai agora editar, com novas letras, e o novo título: "Alibabá e alguns ladrões, cujo número depende do elenco governativo".

Moniz acha que um homem que passa um cheque chorudo para ele sair da TVI é indigno, embora considere que, dada a crise, aceitar receber um cheque chorudo para sair da TVI é um acto normal numa democracia deficitária.

O PM diz não entender os zigues zagues da comunicação social, que tanto diz que ele odeia Manuelas, como fazem constar que tem uma namorada de apelido Moura Guedes.

Sócrates convidou Mário Crespo para apresentar o telejornal da Baby TV - "os nénens vão adorar, especialmente aquela parte das efemérides sobrepostas à meteorologia!"

Aliás, acha abusivo dizerem que falou do "problema Medina Carreira", quando o que disse foi que estava preocupado com o problema das meninas sem carreira, para as quais, aliás, vai criarnovas oportunidades e oferecer um Magalhães.

E negou também que, ao revelar que o governo investiu dinheiro em Magalhães, se referisse a que o governo tinha investido dinheiro a comprar o Júlio Magalhães, da TVI.

Jardim recomendou a Sócrates que nunca insulte um jornalista de cada vez – “eu prefiro insultar todos de uma vez: chamo-lhes palhaços, mariconços, sem tomates e filhos-da puta, e nunca ninguém reclamou".

O Bloco apoiou a Lei das Finanças Regionais porque acreditou que os 50 milhões iam ser dados às vítimas do padre Frederico.

O PCP votou contra o governo porque está sempre contra todo e qualquer governo – “está nos genes”, declarou Bernardino Soares, “mais concretamente no alelo 3, do cromossoma Kim-Il-Sung que todos nós herdámos do Pai Cunhal e da Mãe Rússia”.

Alberto João jardim não compreende todos estes ataques a José Sócrates: “para mim, o inimigo é esse reles senhor Pinto de Sousa”.

José Sócrates diz que recomendar o internamento de Mário Crespo foi apenas uma forma de dizer ao jornalista que o Serviço Nacional de Saúde está aberto a todos, de forma universal e gratuita, designadamente no que toca às enfermarias de psiquiatria.

Dada a indigência jornalística do Sol, Saraiva decidiu fazer um outsourcing a um juiz de Aveiro.

Ovos moles em pedra dura, tanto dá que dita a dura“ – é o lema desse valoroso magistrado aveirense.

É um excelente exemplo de parceria público-privada” – comentou a líder do PSD, para quem a instituição do PEC, Pagamento Especial por Conta, foi lapso: o que desejava era a instituição do PEC, Pacto de Estabilidade e Crescimento. “O Durão Barroso é que não percebeu” – disse.

Durão Barroso e António Guterres fundaram, em Bruxelas, o “Clube dos PMs que Souberam Basar a Tempo”.

O Procurador-Geral continua a procurar uma maneira de a Justiça não fazer tantos disparates, mas parece que não a consegue encontrar. “Continuará procurando!” – informou o gabinete.

O presidente do Supremo deu uma conferências de imprensa para aconselhar “supremos de vitela” a quem almoce no Tivoli.

Ana Jorge vai introduzir o uso obrigatório de creme anti-Sol pelos ministros e secretários de Estado, mesmo em dias de céu nublado.

O PM ficou deliciado com a ideia de o governo ter "ecrã total", e quis saber se era extensivo ao Canal Panda e à Benfica TV.

Eu sou o Sol da Terra, agora que a União Soviética acabou” – terá Saraiva dito, num exercício de humildade, para justificar a quebra do segredo de justiça e, afinal, a quebra de tudo, designadamente das vendas do semanário que dirige…

A ETA declara que, apesar do achado de armamento na casa de Óbidos, nada tem a ver com a situação explosiva em Portugal. "Mesmo no nosso melhor, nunca conseguiríamos destruir tanto em tão pouco tempo" - afirma-se em comunicado.

BOA SEMANA!



10 comentários:

Sérgio disse...

BOA SEMANA, Doutor?
Não há quem aguente isto.

ESTE PAÍS É UM CIRCO!!! POR FAVOR LANCEM-ME ÀS FÉRIAS !!!!!!!!

Pintarriscos disse...

Está um espectáculo, este post. Adorei lê-lo e, muito especialmente, rir-me, e devo dizer que chamo "Epifania" a tudo o que me faz rir numa segunda-feira de manhã. Captou na essência o clima DALIniano que se vive neste rectângulo virado para o atlântico. Só faltam mesmo relógios a derreterem-se na Assembleia da República e girafas com gaveta a passearem-se em belém.

Adoro ler o seu blogue. Um abraço, DR. Mário e uma semana

Paulo Galindro

catuxa disse...

Está muito giro, embora o panorama seja assustador. É uma espécie de "belo horrível", mas o certo é que enquanto nos rimos...não choramos... tanto.

Anónimo disse...

Divertido este psicodrama, só que na vida real, a psico é deles e o drama é nosso...

miguel disse...

Bem divertido. De todo o modo, meto o Crespo mais a sua cara de enjoado, a sua liberdade interior e a liberdade de chamar " palhaço" a terceiros, de um lado.
E o Sócrates, que, como qualquer cidadão normal,a mostrar-se sem paciência para aturar alguns jornalistas, noutro lado. Desde que não seja corrupto , acho muito bem que deite cá para fora o que lhe vai na alma.

Virginia disse...

Foi a unica parte divertida da minha ida a Lx. No intervalo das consultas li isto na Clinica e ri-me a bandeiras despregadas...embora não considere o Sócrates impoluto e todos os outros inbejosos ou mesquinhos em relação a ele.
Há razões de parte a parte e há coisas que nos berram aos ouvidos de ensurdecedoras.

Segundo o meu filho que tem estado com ele em cerimónias de Ciencia e Tecnologia o fulano é mesmo odioso até para com os seus apaniguados.

A tua psicóloga deveria saber explicar que raio de complexo ele tem, mas que tem um grande, tem....talvez a nova namorada lho tire!

Filipe Snr disse...

Uma pérola este post! Fabuloso!

Joana disse...

Fantástico este post!!!

marta paixao disse...

Muito, muito bom o humor deste post. Bela maneira de começar a semana. Tem de fazer isto mais vezes :-)
O pior mesmo é vermos que esta é a realidade do país em que vivemos. Dá vontade de emigrar!!!

Su disse...

Genial!