quinta-feira, 13 de maio de 2010

que desconsolo. Ninguém intervem?

A Federação Portuguesa de Vela (FPV) suspendeu a partir desta quinta-feira toda a actividade de alta competição e selecções nacionais, devido a dificuldades financeiras que imputou às entidades oficiais que gerem o desporto em Portugal.
TSF on line
Nem dá para acreditar. Apelo a um dos gestores regiamente pagos que dêem umas migalhas para apoiar um dos desportos em que Portugal mais se evidenciou.

Aqui fica o quadro das medalhas olímpicas de Portugal, na Vela:
1948 - Duarte Manuel de Almeida Bello - Swallow - Prata
1952 - Joaquim Mascarenhas de Fiuza e Francisco de Andrade - Star - Bronze
1960 - Mario Gentil e José Gentil - Star - Prata
1996 - Victor Rocha e Nuno Barreto - 470 masculino - Bronze

4 comentários:

Virginia disse...

Ainda me lembro do nosso Pai a gabar os feitos dos Irmãos Quina e Belo depois de alguns sucessos nos Jogos Olímpicos. Conhecia-os bem, segundo creio.

A vela é dos desportos mais maravilhosos que conheço e não acredito que um país todo virado para o mar vá deixar cair em desgraça uma modalidade em que poderia ser Rei. poderia se o desporto-rei não lhe levasse todo o dinheiro e até a alma...

miguel disse...

A questão não é assim tão simples: para ter estatuto " d utilidade pública desportiva " ( leia-se ,, receber "pilim" através de contratos-programa que assina com o estado - IDP ) as federaões obrigam-se , naturalmente, a uma série de deveres que decorrem dos desenvolviementos da lei de bases do desporto e da educação física.

Não importa o quê, agora, mas a FPV não está a cumprir na totalidade com aquilo que deve cumprir.

e eles sabem-no.

Filipe Snr disse...

.
Exactamente. A FPV sabia que deveria obedecer a vários quesitos, regulamentares e finaceiros, a que por via de lhe ter sido atribuído o estatuto de 'entidade de utilidade pública' eram obrigados. Esta condição concede-lhes o financiamento por parte do Estado e exenções de certos impostos, etc. Durante vários anos (creio que quatro) nada fizeram excepto 'assobiar para o lado', sempre na portuguesa filosofia do 'deixa andar' que 'isto' é um país de brandos costumes. Foram gastando tudo o que receberam e também o que não tinham. Este Governo, e sobretudo o Secretário de Estado do Desporto resolveu, depois de avisar com bastante tempo, pôr um ponto final nesta situação e retirou-lhes a 'utilidade'.

O mesmo sucedeu com a Federação Portuguesa de Futebol, que procedeu do mesmo modo, tendo-lhe também sido retirado o estatuto, e que agora só têm cobertura estatal para a ida da seleção nacional ao Campeonato do Mundo em Junho.

Anónimo disse...

Atenção Sr. Bloguista: A medalha de bronze de 1996, foi conseguida por HUGO Rocha e Nuno Barreto. Concordo com os comentadores supra, na medida em q a FPV não cumpriu e desbastou os fundos conseguidos numa corja de incompetentes que por lá andam a coçar o traseiro pela paredes!