terça-feira, 27 de novembro de 2007

ódios de estimação - 1


Porque é que odeio tanto estes intrumentos? Tanto que nem sei bem o que são. Utensílios? Mamarrachos? Porcarias?

Sempre embirrei com as esfregonas. São feias. Porcas e más. Acumulam bactérias que agradecem o que os humanos acrescentam diariamente ao substrato que existe naquelas extensões de corda rasca (na Escandinávia, as esfregonas hospitalares são guardadas num frigorífico para as bactérias não se desenvolverem... tal e qual cá...). Não limpam nada, ou melhor, diluem a porcaria, seja xixi ou cocó, em sucessivas graduações, espalhando generosamente por todo o chão a nojeira que estava, até então, concentrada num bocadinho do soalho.

Não se trata de uma diatribe avulsa. Estou convencido de que tenho a mais profunda das razões para odiar esfregonas, quanto mais não fosse, porque quando acabamos (?!) a tarefa, não sabemos o que fazer com aquela pinderiquice. Deixá-la a molhar tudo? Guardar no balde que fica obscenamente sujo? Levar com ela na cara porque é grande, desajeitada (ela, a esfregona, nunca nós!) e troncholenta (a palavra não existe, eu sei!).

Resumindo: odeio esfregonas!!!

3 comentários:

joao pedro santos disse...

Aparte do exemplo em si, curiosa acho mesmo a forma como, por vezes, as pessoas inteligentes racionalizam os amores, ódios, tristezas e medos.

Difícil é mesmo fazê-lo mudar de ideias com tão boas razões que tem para odiar esse horrendo utensílio...

Mas talvez um dia veja uma mancha no chão e suspire e pense " Oxalá tivesse aqui uma boa esfregona".

Até lá, seja feliz :)
João Pedro

Mário disse...

João Pedro
Se tiver uma mancha no chão, quase que prefiro remover o próprio chão a usar "a dita cuja como nome me abstenho de mencionar"...
Abraços

Ana Paula disse...

Como o compreendo Dr.!
As esfregonas fazem lembrar aqueles "capachinhos" antigos ou as perucas reais que NUNCA eram lavadas, pois segundo reza a história as "peles" reais não eram muito amigas de água.
Depois de usadas e ainda que lavadas com lexívia, ficam sempre com um aspecto encardido. Por isso, é que muitas vezes, prefiro usar o "velho" pano, que depois de utilizado ponho a lavar na máquina a 90º e fica como novo.
As esfregonas, servem na maioria das vezes, para fazer "festinhas" ao chão e não para o lavar.
ABAIXO AS ESFREGONAS!