quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Poemas de Natal 4 - O menino da senhora


Por sugestão da minha afilhada Catuxa, aqui fica este simples poema de Natal, símbolo do que há de mais genuíno, verdadeiro e humilde no Povo:

O menino da senhora
ai, ai, ai
chama pai a S. José

trolaró, laró, laró.

Que lhe trouxe os sapatinhos
ai, ai, ai
da feira de Santo André
trolaró, laró, laré.

9 comentários:

miguel disse...

O poema é uma delícia e deve ser mais antigo " que a Sé de Braga"

Aproveito - antes que seja depois do Natal - para desejar ao autor do blogue, comentadores residentes e multidão de visitantes anónimos mais respectivas famílias , um SANTO Natal.

p.s. - SANTO, sim. A questão da santidade, sendo complexa, pode e deve ser chamada " a terreiro" , hoje e sempre.

Filipe Snr disse...

Salta-me logo à memória as inesquecíveis e superiores interpretações do nosso Cunhado Manuel 'Caruso' Porto... Lembram-se-?...

Elisete disse...

Um Feliz Natal para todos!
PS Gostei dos "comentadores residentes". Vou tentar comentar mais para me incluir neste grupo.

Virginia disse...

Ai, ai , ai o Manel nosso cunhado, cantava isto tão bem,,que morríamos a rir....:)

Miguel, mais santo do que este é difícil.....uma avó só pensa nos outros, faz parte da tradição. Vais ver quando fores avô ( o que não é a mesma coisa!)

UM optimo Natal para o prof. Com alçada ou sem ela....

Anónimo disse...

Um Feliz Natal para todos, com tudo o que mais desejam!

Beijinhos,
Catarina

Mário disse...

A discussão sobre a Santidade será retomada, com um texto que recuperei das intervenções do Miguel no Blogue Arre-Burro.
Podem os santos sr santos, mesmo à margem ou considerados marginais pela Igreja?

Hoje, na Visão, há uma discussão interessante entre católicos, sobre se Jesus seria de esquerda ou de direita. Interessante.

Bom Natal para todos

catuxa disse...

Obrigada, tio! Traz-me recordações muito felizes. É mesmo na simplicidade está a beleza destes poemas e das melodias, qualquer um pode cantar bem (até o meu pai!). Acho graça à figura sempre presente e acarinhada do menino Jesus.
Também sou das que gostam de desejar um Santo Natal, não sei...não sou católica aficionada, mas é como gosto de o sentir. Um Santo Natal para todos!

Mário disse...

Não sei o que era mais engraçado, Catuxa: se o teu pai a cantar esta canção, ou a cara de menino que fazia quando a cantava.
Sou fã do Natal, e desejo tudo de bom para com quem me encontro, nestes dias e que me faz um sorriso, embora não sinta vontade de o fazer com quem me ignore o ano inteiro. Ingenuidade? Quero lá saber. Hipocrisias é que não.

Anónimo disse...

tão doce .... lembra-me o natal em casa dos meus avós, obrigada, eu também vibro com o natal como uma criança...
carla santos