quarta-feira, 5 de agosto de 2009

cenas de praia - 2


Et Dieu créa la femme... de Roger Vadim.
Brigitte Bardot e Jean-Louis Trintignant

9 comentários:

Filipe Snr disse...

Na altura 'filme choque'! E a BB que pôs a cabeça a andar a tantos rapazes e homens! O realismo francês que sucedeu ao neo-realismo italiano. Bons tempos!

Anónimo disse...

Faz-me sempre impressão ver fotos da BB em jovem. Tive uma "paixão" por ela aos 13 anos e fiz um album com recortes das revistas francesas que havia lá em casa. Adorava aquela boquinha e ar irreverente e invejava aqueles olhos....coitadinha de mim.
V.

Mário disse...

Depois de engodar os homens deu-lhe para casar com o álcool e andar a defender as focas...

Ficou gorda e feia, opada, perdeu toda a mística. Mas era, realmente, muito gira - eu tinha para aí dez anos e já me fixava na imagem, mesmo com a censura... (não digo se da PIDE se das irmãs mais velhas...)

Mário disse...

O Vadim também tinha um portfolio que não deslustra ninguém!!!

Huckleberry Friend disse...

Pior do que defender as focas da forma disparatada e extremista como faz BB, é acumular isso com o apoio ao c*br*o do Le Pen. Olho para as suas imagens de hoje e de outrora e parece-me o exemplo acabado de alguém que envelheceu mal.

Mário disse...

É, Huck. Parecem duas pessoas diferentes, mas é um caso nítido de mau envelhecimento (ou envelhecimento descuidado e triste), associado à perda da ribalta e provavelmente muita amargura e solidão na vida pessoal. Posso estar a "fazer filmes", mas acho que foi isso que se passou. Com algum álcool à mistura.

Anónimo disse...

Também concordo que o envelhecimento da BB, assim como de tantas outras vedetas, infelizmente, foi triste e descuidado, e até patético com aqueles fundamentalismos todos. E também acho que terá sido uma vida pessoal e amorosa mal resolvida.O estrelato nem sempre se coaduna com as fragilidades e inseguranças pessoais.

Ao contrário do "meu" Paul Newman, um senhor até à morte!

Agora, achei graça ela já despertar tanto interesse quando era nova a rapazinhos de dez anos!!! (ah!ah!)

Beijinhos,
Catarina

Mário disse...

Não sei é se os rapazinhos de dez anos também lhe despertavam interesse. Mas coitados de nós, era tão difícil apanhar uma fotografia, que fosse, e os filmes eram para maiores de 18 - "para adultos com sérias reservas", como classificava a Censura.

Anónimo disse...

Nunca achei grande piada à Brigitte, pois preferia as estrelas com ar mais de princesas: Grace Kelly, Audrey Hepburn, Ingrid Bergman, Nathalie Wood... Mas o "nosso" Paul Newman e o Robert Redford, esses sim, fizeram-me sonhar . Ainda tive um Poster em sépia do Sundance Kid!!! Quando andava no liceu, vendiam-se revistas de quadradinhos com as imagens dos filmes, a preto e branco, e víamos assim alguns dos filmes que não nos deixavam ir ver por não termos a provecta idade de 18 anos !!! Por isso cada vez que íamos ao cinema era uma festa!!! No fundo foram bons tempos... Teresa