domingo, 16 de dezembro de 2007

concerto de Natal

Foi na Igreja de São Luís dos Franceses. Terminou há cerca de uma hora. Mais um excelente momento de reflexão, harmonia e paz.
A orquestra do Círculo de Música de Câmara de Lisboa brindou-nos com várias peças, entre elas o magnífico Concerto para a Noite de Natal, de Archangello Corelli.
De notar, na assistência que enchia por completo a Igreja, dezenas de crianças de idades muito pequenas. Lá estive, a contribuir com três traquinas que, fosse pelo efeito da música, fosse pelo ambiente clerical, se portaram como archangelli.

Fotografias: MC (quase "em directo")

4 comentários:

miguel disse...

e saúde-se o Pai que não se limita a escrever livros com sugestões e fundamentos para que os outros os apliquem...ele próprio dá o exemplo. Bravo! para o Pai e para as fotos de um concerto ao qual eu gostaria de ter ido com os meus filhos.

Huckleberry Friend disse...

O filho mais velho não foi, mas fica todo roído... já agora, um pouco de publicidade: a propósito de concertos em igrejas, cliquem aqui.

Mário disse...

Pode faltar-me tudo, quase até o oxigénio, mas a música não.
E mesmo que ma retirem, posso sempre trauteá-la. E se me emudecerem, penso simplesmente nela.

Paula Vicente disse...

historia antiga
era uma vez, la na Judeia, um rei.
feio bicho, de resto:
uma cara de burro sem cabresto
e duas grandes tranças.
a gente olhava, reparava, e via
que naquela figura não havia
olhos de quem gosta de crianças.
e, na verdade, assim acontecia.
porque um dia,
o malvado,
so por ter o poder de quem e rei
por não ter coração,
sem mais nem menos,
mandou matar quantos eram pequenos
nas cidades e aldeias da Nação.
mas,
por acaso ou milagre, aconteceu
que, num burrinho pela aeria fora,
fugiu
daquelas mãos de sangue um pequenito
que o vivo sol da vida acarinhou;
e bastou
esse palmo de sonho
para encher este mundo de alegria;
para crescer, ser Deus;
e meter no inferno o tal das tranças,
so porque não gostava de crianças.
Miguel Torga

desejo um feliz de Natal
paula vicente